Requeijão cremoso: características e benefícios de consumo

Delicioso, o requeijão é um ingrediente que vai bem com diversos tipos de pães, biscoitos salgados e torradas, além de ser encontrado em receitas de tortas, salgadinhos e pizzas, por exemplo.

Ao longo dos anos, as variedades de sabores marcaram nossa infância. Um desses é o famoso “requeijão cremoso” que até hoje está em nossa mesa no café da manhã e da tarde. O requeijão cremoso nos remete a casa dos nossos avós, com toda família e primos reunidos. Além disso, apresenta uma grande versatilidade de consumo: no pão, bolacha, torrada e até mesmo em receitas culinárias.

De acordo com a Portaria nº 359 do Ministério de Agricultura (BRASIL, 1997), o “Requeijão Cremoso é aquele obtido por fusão de uma massa coalhada dessorada e lavada, obtida por coagulação ácida e/ou enzimática do leite, com adição de creme de leite e/ou manteiga e/ou gordura anidra de leite e/ou butter-oil.” No produto poderão ser adicionadas especiarias ou outras substâncias alimentícias.

Sua textura deverá ser cremosa, fina, lisa ou compacta, sua consistência untável ou fatiada e seu sabor levemente ácido, opcionalmente salgado para o requeijão ou requeijão cremoso. O produto deverá apresentar cor e odor característicos, podendo ser encontrado em variados formatos. (BRASIL, 1997).

Em uma alimentação balanceada, o consumo de requeijão pode ser benéfico em virtude da presença de cálcio. O cálcio ajuda na coagulação do sangue, contribui na composição dos ossos e dentes, e no funcionamento do sistema nervoso e imunológico.

Vimos lá no MilkPoint